quinta-feira, 21 de junho de 2012

A MULHER IDEAL


     Theodiano Bastos


A grande pergunta que todos os homens fazem é como encontrar a cara-metade ideal e assim corre o risco de uma procura irrealizável; a procura de
um mito de mulher. É Duro descer à realidade. Mas o perigo espreita...
É bastante ilustrativo o filme do cineasta alemão Robert van Ackeren,                                  
A ARMADILHA DE VENUS.

Este filme “CONTA A HISTÓRIA DE UM HOMEM QUE DESEJAVA REDESCOBRIR O AMOR. MAX, 30 ANOS, É MÉDICO EM UM HOSPITAL, HÁ ALGUNS ANOS ELE VIVE JUNTO COM SUA NOIVA QUE, CIUMENTA, O CERCA  E O VIGIA. ELA É APAIXONADA, SEDENTA DE VIDA, TEM MUITAS FANTASIAS E VIVE EM UM MUNDO IMAGINÁRIO MUITO PRÓPRIO. ELA ENCONTROU A FELICIDADE E A DEFENDE COMO UMA LOBA.
APESAR DE SUA AFEIÇÃO POR ELA, MAX ENTRA EM PÂNICO CADA VEZ MAIOR DIANTE DA PERSPECTIVA DO ESTABELECIMENTO DE UMA ROTINA DE VIDA. COM CADA VEZ MAIS FREQUENCIA  ELE SE APRESENTA COMO VOLUNTÁRIO PARA O PLANTÃO NOTURNO. OCORREM, ENTÃO, SUAS INCURSÕES PELA CIDADE, LEVADO PELA ÂNSIA DO GRANDE AMOR QUE A TUDO TOMA. ESTAS INCURSÕES  LHE DÃO A OPORTUNIDADE DE UMA ESPÉCIE DE EXPERIÊNCIA PRÓPRIA, ELE SE ENCONTRA NA OBCESSIVA BUSCA DA MULHER IDEAL. E ELE A ENCONTRA...

A ARMADILHA DE VÊNUS É UM FILME SOBRE OS ENCANTOS DA FANTASIA PECADORA. UM FILME SOBRE ILUSÕES, ÂNSIAS E DESEJOS SECRETOS.
UM FILME SAÍDO DAS IMAGENS DOS SONHOS E DAS FANTASIAS MASCULINAS, COM ELEMENTOS DE IRONIA, CÔMICOS E MELODRAMÁTICOS”.

Mas no filme, Marie, uma morena esperta e sedutora, vendo-o propenso a escolher a noiva para se casar, resolve a pendência e se despede de Max dizendo-lhe que aquela seria a última noite em que estariam juntos.
E bem devagar e baixinho disse ao ouvido esquerdo de Max, porque ele era destro:
Espero que nas suas lembranças me tornarei a mulher que infinitamente procuras: bela, inteligente, boba, elegante, vulgar, temperamental, lasciva, feminina, prostituta, companheira, inalcançável.
Era um mito o que Max procurava no filme “A Armadilha de Vênus”.
Leia neste blog o texto: MULHER VERSUS HOMEM?

4 comentários:

  1. parece interessante o filme... Vou ver se encontro para assistir
    parabéns pela bela resenha.
    abraços
    renata

    ResponderExcluir
  2. Rubens Pontes disse por e-mail: Gostei muito de um conceito lido há muitos anos: A mulher ideal não é aquela que olha só para nós, mas que, conosco, olha sempre
    para a frente.

    Gostei do texto sobre o mito contido na "Armadilha de Vênus" com as implicações
    e desdobramentos do tema. Não vi o filme.

    ResponderExcluir
  3. Olá Theodiano,
    Ângela Maria Carvalhos Cassol comentou por e-mail: ...não se tem noticias das mulheres senão por seus atos e dizeres , muitos ditos por homens que a escutam. As mulheres desde sempre. aparecem transgredindo. Lilhit e depois Eva, transgrediram a lei da igualdade e fundam a diferença, tentarem calar suaz vozes ..domesticando pelo matrimonio, pela maternidade, tornando-as santas mães mas não se curvam e de suas curvas fazem diferença..o enigma insiste e em nosso tempo( ainda que continuem a tentar calar sua voz) encontramos seus traços exigindo lugar..."

    ResponderExcluir
  4. Dea Costa, escreveu por e-mail:
    Olá Theodiano,
    "Gostei da indicação de filme, Theodiano. Para quem ama cinema, indico também o blog do helper do pathwork Flavio Vervloet, dedicado à leitura psicológica de alguns filmes (alguns explorando os temas da idealização e do amor romântico).

    http://cinemaparaalma.wordpress.com/

    ResponderExcluir