quarta-feira, 17 de outubro de 2018

CONGRESSO COM 30 PARTIDOS DARÁ DOR DE CABEÇA AO NOVO PRESIDENTE


Novo presidente vai sofrer nas mãos da Câmara
“A partir do ano que vem, 30 partidos terão representação na Câmara dos Deputados – um recorde. Número é o maior desde 1986 e gera uma série de obstáculos para aprovação de projetos importantes ao país", Diz a Gazeta do Povo
PT e PSL elegem as maiores bancadas da Câmara dos Deputados
Resultados para o Legislativo repetem polarização na disputa para a Presidência da República, que vai opor os dois partidos. MDB perdeu espaço na Câmara
 O PT e o PSL despontaram das urnas neste domingo com as maiores bancadas para a Câmara dos Deputados nos próximos quatro anos. 
O PT, que em 2014 elegeu 69 deputados, continua com uma grande bancada, mas perdeu representação, ficando com 56 deputados. O maior crescimento foi do PSL, que saiu de 1 deputado eleito em 2014 para 52. Veja abaixo o quadro comparativo das bancadas.
O MDB – que hoje ocupa a presidência da República com Michel Temer – perdeu quase a metade do espaço que tinha em 2014, quando elegeu 65 deputados. A bancada terá 34 parlamentares.
O Partido Novo, que estreou nas eleições de 2018, conseguiu 8 deputados. A nova Câmara continua marcada pela fragmentação partidária. São 30 legendas com representação no Parlamento.
O tamanho das bancadas é fundamental na atuação parlamentar. O maior partido ou bloco tem peso na escolha dos cargos mais importantes da Casa, como a presidência da Câmara e da Comissão de Constituição e Justiça.
Até fevereiro de 2019, quando os deputados tomam posse, os partidos ainda podem se aliar em blocos para ajustar a atuação parlamentar de acordo com o resultado da eleição para presidente da República.
Renovação
A renovação foi alta em alguns estados. No Mato Grosso e no Distrito Federal, apenas uma das oito cadeiras é de deputados reeleitos. Erika Kokay (PT) foi reeleita pelo DF e Carlos Bezerra (MDB) pelo MT. Os demais são novatos na Câmara dos Deputados.
O Piauí, por outro lado, reelegeu sete dos dez deputados federais de sua bancada. O Rio Grande do Sul também optou por reeleger a maior parte da bancada: 19 foram reeleitos e 12 novatos.

Veteranos e novatos
A composição da Câmara traz novatos como o ator Alexandre Frota (PSL-SP) e a jornalista Joice Hasselmann (PSL-SP). Há ainda vários novatos ligados à área de segurança, como a Policial Katia Sastre (PR-SP), que ganhou fama nacional após abordar um assaltante em frente a uma escola.
A deputada Luiza Erundina (Psol-SP) é a veterana da próxima composição da Câmara. A parlamentar, que tem 84 anos, vai iniciar o sexto mandato consecutivo. Outro veterano é o deputado Átila Lira (PSB-PI), 71 anos, que vai iniciar o oitavo mandato como deputado, sendo o sexto consecutivo.
Justiça Eleitoral
Os resultados finais deste domingo poderão ser alterados em decorrência de eventuais recursos decididos pela Justiça Eleitoral. O Judiciário analisa ações sobre abuso do poder econômico e político nas eleições, cumprimento de critérios para assumir o cargo, e o atendimento dos requisitos da Lei da Ficha Limpa (Lei Complementar 135/10).
Reportagem - Carol Siqueira e Eduardo Piovesan
Edição – Wilson Silveira  Fonte: http://www2.camara.leg.br

terça-feira, 16 de outubro de 2018

CONGRESSO EM 2019: RENOVAÇÃO DE 53,4% NA cÂMARA E 83% NO SENADO


CONGRESSO EM 2019:                                                                                          RENOVAÇÃO DE 53,4% NA CÂMARA E 83% NO SENADO 

A renovação do Congresso em 2019, com 30 partidos, a renovação foi de 53,4% na Câmara e 85% no Senado.


Num Congresso com 30 partidos políticos em 2019 (até 2018 eram 28), coisa inédita no mundo, Bolsonaro diz contar com 350 votos na Câmara, quando precisaria de 303, para aprovar seus projetos, principalmente as PECs – Projetos de Emenda Constitucionais, a conferir

OS EXALTADOS DE BOLSONARO


Se Bolsonaro quiser governar, terá de conter seus exaltados e lembrar dos sábios ensinamentos de Joaquim Nabuco:  

“A fatalidade das revoluções é que sem os exaltados não é possível fazê-las e com eles é impossível governar” ensinava Joaquim Nabuco (Joaquim Aurélio Barreto Nabuco de Araújo), escritor e diplomata, nasceu no Recife, PE, em 19 de agosto de 1849, e faleceu em Washington, EUA, em 17 de janeiro de 1910.

segunda-feira, 15 de outubro de 2018

HADAD DEFENDE COMUNISMO EM LIVRO E EM TESE DE DOUTORADO NA USP


“Em Defesa Do Socialismo                              Por ocasião dos 158 anos do manifesto”
Fernando Haddad                          Editora Vozes 
  
HADAD DEFENDE SOCIALISMO EM LIVRO  
O petista Fernando Haddad é autor de um livrinho, editado pela Vozes, onde defende a desarticulação do Poder Judiciário em nome de comitês populares, a expropriação da propriedade privada e o fim da religião. Defende também a estatização da economia, o controle dos meios de comunicação e o planejamento estatal do trabalho alheio. Não seja um fanático. Leia! Está no Scoob. Basta baixar e ler.” Meu colega advogado de Cuiabá, Eduardo Mahon. Haddad esqueceu que livros eternizam os pensamentos, de modo que mudar a cor da campanha e dizer que não fará do Brasil uma Venezuela não desfaz a verdade, diz Aurélio Bolsonello 


Hadad, como acadêmico da USP, pautou a vida pelos princípios do MARXISMO-COMUNISTA. Para confirmar o explicitado basta citar o título da sua tese de doutorado: DE MARX  A ABERMAS, O MATERIALISMO HISTÓRICO E SEU PARADIGMA ADEQUADO. 
 


NOTA DA EDITORA VOZES NÃO DESMENTE CONTEÚDO DO LIVRO DE HADAD DE APOLOGIA AO COMUNISMO, MAS QUE NO LIVRO ELE DEFENDA O SEXO ENTRE PAIS E FILHOS. Vejam:


É falso que Fernando Haddad defendeu em livro sexo entre pais e filhos
Por Alexandre Aragão, 15 de outubro de 2018
Não é verdade que Fernando Haddad, presidenciável do PT, escreveu em livro que o incesto deve ser aceito pela sociedade, como tem sido disseminado em diversos posts nas redes sociais após publicação do filósofo Olavo de Carvalho no Facebook neste domingo (14). Ele se corrigiu e apagou o post horas depois, mas isso não impediu a disseminação da informação falsa na internet.
O livro a que Olavo fez referência, “Em Defesa do Socialismo”, publicado pela editora Vozes (Petrópolis) em 1998, é uma análise teórica do “Manifesto Comunista”, de Karl Marx e Friederich Engels, e foi lançado em comemoração aos 150 anos do manifesto. Aos Fatos teve acesso à íntegra da obra nesta segunda-feira (15) e pôde constatar que, em nenhum trecho, o livro cita “incesto” ou qualquer ideia que promova sexo entre familiares ou a dissolução da família nuclear.
Ao menos duas fotos de páginas de outro livro — que também não falam diretamente de incesto — passaram a circular nas redes como se fossem da obra de Haddad, mas também não fazem parte dela. As fotos mostram páginas do "Decálogo de Lênin", obra falsamente atribuída à Vladimir Ilyich Ulyanov, líder da Revolução Russa, e já checada por outros sites, como o Boatos.org. O material foi enviado por leitores do Aos Fatos no WhatsApp (saiba mais). Para participar, envie uma mensagem para (21) 99956-5882.
As acusações sobre o livro de Fernando Haddad também foram denunciadas por usuários do Facebook e os posts com conteúdo enganoso foram marcados com o selo FALSO na ferramenta de verificação da rede social (entenda como funciona). Uma dessas publicações já acumula mais de 52 mil compartilhamentos.