segunda-feira, 20 de maio de 2024

O QUE VI NA TERRA SANTA


         
Por THEODIANO BASTOS

              Adoramos a viagem, minha esposa Maria do Carmo e eu consideramos a viagem como a mais importante e marcante de nossas vidas;  superou em muito todas nossas melhores expectativas. O grupo tinha 38 pessoas,todas maravilhosas, sendo três padres, dois deles do Rio Grande do Sul e um do Paraná, de diversas partes do Brasil.

O guia nasceu na Argentina, cidadão israelense, mas fala português.  Ficamos em excelentes hotéis: 

 

(Grand Beach Tel Aviv, perto de uma linda praia do Mediterrâneo), no Hagoshrim Kibbutz And Resort Hotel na Galiléia, que fica num bosque lindíssimo, com muitas, mas muitas flores  e no Grand Court em Jerusalém. Nesses hotéis tremulavam as bandeiras de Israel, Estados Unidos e União Européia.

Voamos num 777 da El Al, empresa área israelense, com excelente tratamento aos passageiros.

Ao lado das estradas, em pleno deserto, muita agricultura irrigada por gotejamento, um emaranhado de finos tubos levando água e fertilizante para verduras e frutas tropicais, como banana, manga, laranja etc. Israel é um grande exportador de flores. Pomares em pleno deserto. Israel retira 70% da água que utiliza do Mar da Galiléia, que na verdade é um lago de água doce e está a mais de 20m abaixo do nível do mar  alimenta o Rio Jordão que leva água para o Mar Morto, que por sua vez está a mais de 400m abaixo do nível e do mar e por isso existe uma comporta para evitar a vazão de maior volume de água.

                      

                 ISRAELENSE E PALESTINOS

             Segundo um brasileiro que encontrei trabalhando no hotel em Tel Aviv, já cidadão israelense, disse quem quiser trabalhar e viver em paz encontra ambiente favorável e que o problema são os extremistas islâmicos e também judeus que até já assassinou um presidente de Israel porque estava fazendo as pazes com os palestinos. 

Muro das Lamentações: Ninguém lê os pedidos e quando as gretas ficam cheias, os pedidos são recolhidos, colocados em um saco e após cerimônia com preces a Javé, o saco é sepultado. Jerusalém tem 800 mil habitantes, m/m 60% são árabes / muçulmanos. Na parte murada (cidade velha) moram m/m 15 mil  pessoas, a maioria árabes.

Shabat (dia santificado) do por do sol da sexta ao por do sol do sábado. Nesse dia ao visitarmos o Templo do Cenáculo onde está o túmulo de Davi, quase uma centena de jovens trajando bermuda e camiseta que identificava de uma tropa de elite, segundo o guia, com todos portando metralhadoras de última geração e que estavam em treinamento e iam assistir a uma palestra.                     

   CRISTIANISMO, JUDAÍSMO E ISLAMISMO

                    A Terra Santa é sagrada para as três religiões e que têm Abraão como patriarca e fundador dessas religiões. O Cristianismo, judaísmo e islamismo têm a mesma origem e têm mais pontos em comum do que o leitor imagina; as três religiões têm muitos profetas e um só Deus. Adão, Noé, Abraão Jacó, José e Moisés estão nas três religiões e Maomé, o profeta do Islã.  O Templo da Rocha em Jerusalém, que tem a cúpula dourado, os mulçumanos proibiram desde 2001 a visita dos turistas e é reservado somente para celebrações religiosas.

                       Tanto nas sinagogas como nas mesquitas, as mulheres ficam separadas dos homens e até no Muro das Lamentações é assim. Em Safed, cidade da Cabala e do misticismo judaico, tivemos a sorte de ver uma procissão em direção a uma sinagoga para a iniciação religiosa de dois garotos de 13 anos (as meninas são aos 12 anos),  tendo acima de suas cabeças uma espécie de manto suspensos por quatro pessoas da família, com uma vara em cada ponta do manto. Um trio tocava uma música muito alegre, com um tocando violão e cantando, um tocando clarinete e outro com um tambor cerimonial. Um dos garotos irradiava no semblante a uma felicidade que não consigo esquecer.

                       Trata-se de uma região de grande valor estratégico, pois é ponto de passagem para três continentes: Europa, Ásia e África e para as maiores reservas de petróleo do mundo. Jaffa, que tem 4.000 anos, por exemplo, foi invadida e destrída 14 vezes... O conquistador que demorou menos ficou na área por mais de 100 anos. Napoleão invadiu a cidade para conquistar o Egito, mas logo se retirou porque a tropa ficou doente. 

                      Consta nas Professias de Nostradamus, (1.503/1.566) que a batalha do Armagedom, (um vale ao lado do Monte Carmel em Israel, perto do Iraque), marcará o final dos tempos e o  “Livro das Revelações” das Bíblia, tem um texto fantástico e confuso de São João, dizendo que surgirão as figuras sinistras de Gog e Magog e os quatro cavaleiros do Apocalipse: morte, fome, peste e guerra.             

                      CLIMA DE TENSÃO

                      A ONU, Estados Unidos, União Européia e Rússia trabalham para encontrar a paz na região, que só será possível com a criação do Estado da palestina independente, a demarcação das fronteiras e aceitação do Estado de Israel e a internacionalização de Jerusalém, acredito.

                     Dia 7/6/10 na visita a Cidade Velha de Jerusalém (entre os muros) vimos muitos, mas muitos soldados do Exército de Defesa de Israel armados até o dentes e muitos, mas muitos policiais e um dirigível não-tripulado parando sobre a área, se deslocava vagarosamente de um lado para o outro filmando toda a movimentação.

Israel foi criado em 1948, tem apenas 62 anos de existência, 7,5 milhões de habitantes, 80% são israelenses, mas já ganharam oito prêmios Nobel, densamente povoado e cercado por inimigos de todos os lados. Tem 3.324km2 (apenas 80km de largura). O Hebráico, até a criação de Israel em 1948, era uma língua  que só era usado nas cerimônias religiosas e passou a ser a língua oficial. A  moeda é o Shekel e pelas cotações em 01/06/10, um dólar equivalia  3,78 Shekels e um real, 2 Shekels. 

                       Israel, tem Jerusalém como Capital, (surpreendentemente uma cidade muito arborizada, mas muito quente e seca),  onde mantém o poder executivo, judiciário e legislativo, mas todos os paises que têm relações com Israel só tem consulados em Jerusalém  e as embaixadas em Tel Aviv, uma cidade bonita, muito arborizada, ao lado do mar Mediterrâneo. Desafiando os que lutam pela paz na região: ONU, União Européia, Estados Unidos e Rússia, Israel  está construindo 1.600 residências no setor palestino da cidade, acirrando ainda mais os ânimos. 

BELÉM NA CIJORDÂNIA      

Na visita a Belém para ver o local de nascimento de Jesus Cristo, vimos com tristeza a cidade cercada por muros, muita pobreza e crianças pedindo esmolas. Um contraste gritante com o que se vê em Israel. A igreja tem três cruzes e em seu interior tem outras igrejas: a Ortodoxa Grega, a mais bonita, a Católica e a da Armênia, isso no local de nascimento de Cristo...  

A face triste e suja de um menino palestino malvestido na praça em frente a Igreja  da Natividade em Belém pedindo esmola. Não costumo dar esmola a crianças e fiquei sem saber o que fazer com a situação. Mas essa cena não me sai da lembrança, isso me marcou na visita ao território da Palestina, onde a pobreza do gueto cercado por muros de mais de oito metros de altura é marcante.  

NAVIOS ABORDADOS EM ÁGUAS INTERNACIONAIS

             Quando chegamos em Tel Aviv dia 31/05/10,  a marinha de Israel ataca com helicópteros e os soldados descem por cordas na frota humanitária,  que tinha  o Mavi Marmara como nau capitânea e que levavam 10 mil toneladas de todo tipo de produtos, como  ajuda para os palestinos sitiados na Faixa de Gaza;  prendem 700 e matam nove, sendo oito turcos e um americano, morto com quatro tiros na cabeça. Em 09/06 deportam os 700 ativistas presos para a Turquia; navio irlandês segue para tentar furar o bloqueio e em 10/6 a marinha de Israel invade esse navio em águas internacionais, mas sem violência e 19 pessoas são presas.

                      O mais grave nesse perigoso episódio é que Israel acusa o Irã, que tem por meta aniquilar Israel, de estar por trás dessas ações para montar um porto em Gaza. Antes os israelenses ironizavam a recusa dos palestinos a aceitar a existência de Israel (o que viriam a fazer em 1993), e diziam que “os árabes não perdem oportunidade de perder oportunidade” e atualmente Israel tomou dos palestinos o papel de perdedor contumaz de oportunidade, diz o editorial de O Estado de São Paulo de 08/06/10.

                       Ao voltarmos à tarde da Galiléia  para Tel Aviv, o ônibus da excursão parou na estrada que passava paralela à fronteira com a Jordânia (Israel tem apenas 80km de largura) encontramos diversos parados e ao longe colunas de fumaça que subiam e por duas vezes novas  bombas explodiram. O trânsito foi liberado nos dois sentidos e mais adiante vimos uma ambulância e um veículo da segurança  se comunicando. Quando íamos visitar a Via Dolorosa, o ônibus parou e quando o grupo descia, ouviu-se estampido de tiro e o motorista e guia mandaram voltarmos depressa para dentro do ônibus.

                       Sinceramente não consegui vislumbrar um clima de paz tão cedo na região, pois entre árabes e israelenses, pois  os extremistas de ambos lados sabotam os entendimentos. Todos nós nos lembram a foto histórica na Casa Branca, com Bill Clinton, presidente dos Estados Unidos entre Yitzak Rabim, presidente de Israel  apertando a mão de Yasser Arafat, presidente da Autoridade Palestina. Yaatzak Rabim foi assassinado em 04/11/95 frente ao teatro nacional com dois tiros, cujo local vimos com um monumento de pedra negra e três bandeiras de Israel. O assassino era  um extremista judeu que se opunha a sua política de paz com os palestinos e que continua preso, condenado a prisão perpétua.

                    A confusão na Faixa de Gaza, uma pequena área onde moram espremidos 1.500 milhões de habitantes, de grande pobreza, com 45% desempregados, iniciou-se em 2007, com a vitória na região do grupo extremista Hamas, inimigos da Fatah que querem a paz com Israel em troca da criação da Palestina e por isso Egito e Israel fecharam as fronteiras.

       

 

CRISTIANISMO, JUDAÍSMO, ISLAMISMO E A TERRA SANTA

 

                            Por THEODIANO BASTOS

 Por que a Bíblia e o nome de Cristo foram usados pelos católicos para promoverem a Inquisição e as Cruzadas? Por que Israel usa a Torá e o Talmude, Jeová e Javé para fazerem o que fazem com os palestinos? E que os muçulmanos usem o Alcorão e o nome de Alá para matarem inocentes nos atentados? O Cristianismo, judaísmo e islamismo têm a mesma origem e têm mais pontos em comum do que o leitor imagina; as três religiões têm muitos profetas e um só Deus. Adão, Noé, Abraão, Jacó, José e Moisés estão nas três religiões, e Maomé, é o profeta do Islã. Jesus é muito reverenciado nas suras do Alcorão, onde é citado como “Jesus, o filho de Maria”, “o Messias”, “a palavra de Deus”, “um espírito de Deus”, “o Mensageiro de Deus”, “um espírito de Deus”, “ilustre nesse mundo e no próximo”, etc. e só Maomé é mais reverenciado no Alcorão. Por isso a Terra Santa é sagrada para as três religiões. Abraão, por exemplo, é figura central, patriarca e pai do judaísmo, cristianismo e islamismo.

SUNITAS E XIITAS: com a morte de Maomé, duas versões surgiram e o islamismo dividiu-se em Sunitas: para os que acreditavam que Maomé ao morrer indicou Abu Bacre, pai de Ayiushah, que era a esposa mais querida para seu sucessor, e Xiitas, para os acreditaram que Maomé ao morrer indicou seu primo Ali, pai de Fátima, uma de suas esposas (Maomé tinha 10 esposas) e seus netos Hasan e Hussein como seus sucessores, e isso é a origem de toda essa violência e o terror que avassala até nossos dias.

Tanto os Evangelhos dos cristãos, como o Alcorão dos islâmicos (Islã quer dizer submissão) e a Torá dos judeus pregam a paz e não se justifica matar em nome de Deus. Quando visitei a Terra Santa cada visitante tinha de pagar m/m US 200,00 de taxa de segurança...

Quando visitei a Terra Santa cada visitante tinha de pagar m/m US 200,00 de taxa de segurança...  

Ali Kamel, é um brasileiro de origem árabe, filho de pai e avô mater­no muçulmanos nascidos na Síria, (a avô materna é baiana, devota de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro) e a mãe também é católica e devota de Cosme e Damião porque Ali Kamel (que é diretor da Rede Globo) é gêmeo, e se casou com uma judia de família praticante. O autor do livro “SOBRE O ISLÔ (Editora Nova Fronteira), que recomendo, tem no seio da própria família as três religiões monoteístas e trata neste livro da afinidade entre muçulmanos judeus e cristãos e as origens do terrorismo. O Pentateuco (a Torá dos Judeus e parte do Antigo Testemunho dos cristãos) e do Novo Testamento foram extraídas da Bíblia de Jerusalém.

Por que três tradições que têm uma origem comum, são tão próxi­mas, se vêem tão distantes? Por isso, minha esposa e o autor deste livro, num grupo de 35 pessoas e pela New Age Turismo, fomos conhecer a Terra Santa, e com os próprios olhos, sentir a vibração de ver todos esses lugares sagrados, como:

Em JERUSALEM: o Horto de Getsemani, a Basílica da Agonia, e o Muro das Lamentações. Em Ein Karem para conhecer o lugar de nasci­mento de São João Batista, o Museu do Holocausto e a Cidade velha de Jerusalém, a Esplanada do Templo, as 14 estações da Via Dolorosa, a Igreja da Flagelação, a Capela da Condenação, o Calvário e o Santo Sepulcro, o bairro Judaico e o Cardo Romano, o Museu da Cidadela e a Torre de Davi, a Cidade Nova: a Kneset (Parlamento), a Residência Presidencial, o Teatro Municipal. Visita ao Museu de Israel onde se encontra o Santuário do Livro e a Maquete de Jerusalém da época de Jesus e Massada, conhecer as principais mesquitas, sinagogas e templos cristãos, inclusive o de Canaan e, com tristeza, ver o muro construído por Israel para se separar dos palestinos.

Em BELÉM: Basílica da Natividade, a Gruta de São Jerônimo e a Igreja de Santa Catalina.

Na GALILÉIA: Vale do Jordão até Jericó. Visita panorâmica pela cidade e do Monte da Tentação. Continuação através do deserto até Jerusalém. Continuação pelo Vale do Jordão até Nazaré para visitar a Basílica da Anunciação, a carpintaria de São José e a Fonte da Virgem. Visita a Yar­denit, parada no Rio Jordão, lugar do batismo de Jesus. Continuação até Capernaum para visitar a antiga sinagoga e a casa de São Pedro. Saída até Tabgha, lugar do milagre da Multiplicação dos pães e dos peixes, e logo, ao Monte das Bem Aventuranças, lugar do Sermão da Montanha.

Em HAIFA: Santuário da Fé Bahai e os Jardins Persas. Visita panorâmica desde o alto do Monte Carmel e visita ao Mosteiro Carmelita. Saída até Cesárea para visita ao Teatro Romano, Cidade Cruzada e o Aqueduto.

Em TEL AVIV: Conhecer um kibutz e suas diferentes instalações, a Safed, São João de Acre e as fortificações medievais.

E em JAFFA: Bairro dos Artistas e o Mosteiro de São Pedro. Visita panorâmica dos principais pontos de interesse da cidade: Rua Dizengo­, o Palácio da Cultura, o Museu de Tel Aviv, a Praça Yitzhak Rabin, o Mercado Carmel, e o famoso Museu da Diáspora.

 

 

sábado, 18 de maio de 2024

TEMOS 12 SENTIDOS E NÃO CINCO

 

Por THEODIANO BASTOS

É curioso pensar como algumas ideias antigas, criadas há séculos e milênios, são capazes de "grudar" na nossa cabeça a ponto de nem discutirmos mais a veracidade delas.

 

Um exemplo disso é a noção de que somos dotados de apenas cinco sentidos, um conceito que foi desenvolvido por Aristóteles há mais de 2,3 mil anos — e que é ensinado até hoje desde a primeira infância.

Mas o avanço da Ciência permite entender melhor a complexidade e a diversidade das ferramentas que temos para entender o mundo que nos cerca. Hoje em dia, os cientistas apontam que temos muito mais do que cinco sentidos 

Esse, aliás, é o tema do livro Sentient — What Animals Reveal About Our Senses ("Senciente — O que os Animais Revelam Sobre Nossos Sentidos", em tradução livre), escrito pela britânica Jackie Higgins. 

Ela é formada em Zoologia pela Universidade de Oxford, no Reino Unido, onde foi aluna do famoso biólogo evolucionista e escritor Richard Dawkins. Depois, seguiu carreira como roteirista e diretora de documentários sobre natureza, que foram produzidos e publicados por BBC, National Geographic e Discovery Channel, entre outros. 

         Os cinco sentidos que conhecemos até hoje: Visão, Audição, Olfato, Paladar, Tato, mas temos MAIS: 

      Cor, Prazer e dor, Desejo, Equilíbrio, Tempo, Direção, Cor, Corpo/propriocepção       

quarta-feira, 15 de maio de 2024

LEI MARIA DA PENHA AUMENTA FEMINICÍDIOS E VIOLÊNVCIA CONTRA A MULHER EM 40%

 


 Por THEODIANO BASTOS

Os números falam por si. 

Não gosto nem dos machistas nem das feministas; são machistas de sinal trocado. Elas estimulam a confrontação (e não é por aí), e pregam o empoderamento (que palavra horrível)  da mulher. 

É preciso um estudo profundo para reverter esses dados. Aprimorar essa Lei. Estou mexendo num vespeiro...                     Não pode continuar desse jeito.                                                       

Enquanto em 2017 houve registro de 455.641 novos casos de feminicídios e violência doméstica contra a mulher nos tribunais estaduais, em 2022 este número subiu para 640.867; em relação aos processos pendentes, em 2017 havia 919.346 ações sobre o tema, enquanto em 2022 o número aumentou para 1.062.457 processos.

O registro de novos casos de feminicídio e violência doméstica contra a mulher cresceu cerca de 40% nos tribunais estaduais em 2022. Já os casos pendentes na Justiça, ou seja, aqueles que permanecem em tramitação sem que tenham sido totalmente encerrados (arquivados, transferidos ou transitado em julgado) cresceram 15%. 

Os dados estão disponíveis no relatório "Poder Judiciário na aplicação da Lei Maria da Penha", divulgado na última semana pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Os números dizem respeito ao ano passado, e as comparações foram feitas em relação ao mesmo relatório produzido em 2018, com números de 2017.

No ranking dos tribunais, o Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) é o com o maior volume de casos pendentes, com 164.383 casos. Na sequência vem o Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR), com 110.791 casos. Playvolume00:00/00:00TruvidfullScreen

Para as advogadas entrevistadas pela revista eletrônica Consultor Jurídico, algumas circunstâncias ajudam a explicar os números registrados. A primeira delas é a pandemia, que acabou influenciando no crescimento da violência doméstica; em segundo lugar, o acesso à informação também faz com que mais denúncias sejam registradas e, consequentemente, mais processos sejam ajuizados... 

"Vejo uma evolução no Judiciário, às vezes não motivada por intenção de preservação de direitos e de combate ao machismo, e mais por uma vontade de não parecer machista, uma intenção de não incorrer em condutas recriminadas pelo recente protocolo de julgamento com perspectiva de gênero", diz a advogada Maira Pinheiro, especializada em violência contra a mulher...

Segundo Pinheiro, o Poder Judiciário tem encontrado consensos no sentido de que o "tratamento revitimizador é inadequado, indesejável e contraria normas de como os agentes públicos devem agir perante à violência doméstica"...

Em suma, a incapacidade, a falta de preparo e a própria cultura sexista das instituições que deveriam zelar pelo ordenamento jurídico (delegacias, varas criminais, etc) afastam as mulheres de denunciar crimes de violência, o que impacta também nos números...

"A gente ainda tem uma alta subnotificação. Por outro lado, teve um aumento de registros. Então aqueles casos eventualmente silenciados passaram a ser cadastrados. Mas ainda subnotificados, porque há um silenciamento das mulheres. Ou seja, a gente ainda está correndo atrás do prejuízo", diz a promotora... 

Morosidade processual
Na média brasileira, o tempo para análise de um processo pendente de violência doméstica e/ou feminicídio é idêntico: 2 anos e 11 meses. Ainda assim, os números chamam a atenção. No TJ-SP, por exemplo, a média de tempo para um processo pendente é de 5 anos e 3 meses nas varas exclusivas e 4 anos e 5 meses nas varas comuns. TJ-PI e TJ-PB vêm logo em seguida, com demoras de 4 anos e 6 meses para sentença em processo nas varas exclusivas... 

"Mas a gente tem alguns sinais. Sinais de, no mínimo, impunidade. A Lei Maria da Penha precisa encontrar mecanismos de uma justiça mais rápida, então a gente sabe na nossa vivência que muitos casos acabam prescrevendo, as varas especializadas abarrotadas de processos, os juízes não conseguem dar conta de julgar com maior celeridade, o que por sua vez acarreta em prescrição e impunidade." ...

Saiba mais em: https://www.conjur.com.br/2023-ago-16/casos-feminicidio-violencia-mulher-crescem-40-justica/

domingo, 12 de maio de 2024

JANAÍNA, HISTÓRIA REAL DE VIDA E IRMÃ DULCE

 

 

Almoço em comemoração dos 101 anos dez/23

Por RUBENS DA SILVA PONTES 

 

 

 

Cedo este espaço para Rubens Pontes, morador de Capim Branco na Grande Belo Horizonte, aos 101 anos de idade, se manifeste sobre os textos publicados nos blogs: https://ongcepaes.blogspot.com/2024/04/janaina-historia-real-de-vida.html?m=1 E https://theodianobastos.blogspot.com/2024/05/janaina-historia-real-de-vida.html?m=1  

"Confessai os vossos pecados uns aos outros e orai uns pelos outros para seres curados Citação bíblica  

Leio, sem surpresa, pela história de generosidade e sessão pessoal em benefício do próximo necessitado, o instigante roteiro de vida de Janaina, um exemplo marcante do desprendimento e da tenacidade de uma mulher sem berço que, como se fosse ela uma "Foenix" renascida, abrisse asas acolhedoras às pessoas de sua geração nos rincões da Bahia, que delas precisassem amparo. 

Sua fascinante história é praticamente esgotada na narrativa de Theodiano Bastos -  que acabo de ler e me faz recorrer a outra personalidade com uma visão e comportamento de Janaina, tal como foi intima e amplamente exposto pelo pesquisador, escritor, historiador, comunicador radicado no Balneário de Manguinhos, ES, mas sempre perto do Mundo.

Refiro-me a Dulce Lopes Pontes (sobrenome apenas coincidente...), também baiana, nascida na freguesia de Santo Antônio do Além do Carmo e batizada com o nome de Maria Rita de Souza Brito Lopes Pontes.  

Como Janaina, seu olhar compadecido via o mundo que conhecia com a mesma inquietação. 

Foi assim que, mesmo tendo entrado para a Congregação das Irmãs Conceição da Mãe de Deus e tendo recebido como primeira missão lecionar em um colégio, seu pensamento sempre esteve voltado para os pobres.  

Em 1935, começou a dar assistência à comunidade pobre de Alagados, conjunto de palafitas onde moravam numerosos trabalhadores.

Deu início a um posto médico que  se tornaria em 1936  a "União Operaria São Francisco".

Dois anos depois, inaugurou o "Colégio Santo Antônio", escola pública para operários de Massaranduba, e seus filhos.  

Irmã Dulce foi afastada da Congregação das Irmãs Missionárias da Imaculada Conceição da Mãe de Deus durante 10 aos, por se recusar a seguir as rígidas normas impostas pelas freiras.

Só foi aceita novamente quando teve seu problema  de saúde seriamente agravado.  

Galinheiro-hospital  

Episódio marcante na criatividade e empenho em dar assistência aos pobres; -no Convento onde morava, irmã Dulce, sem maiores espaços, abrigou 70 doentes

no galinheiro.

Posteriormente, com o passar do tempo, o local foi se transformando em hospital, centro educacional, um albergue e um pavilhão para deficientes. 

É assim que vejo ações praticadas em suas respectivas áreas de ação: uma mesma identidade de propósitos: Janaina e irmã Dulce. 

Irmã Dulce canonizada em outubro de 2019  pelo Papa Francisco, tornando-se Santa Dulce dos Pobres. Foi a primeira santa brasileira.

Leitura recomendada:

"Irmã Dulce: historia, curiosidades e oração para a primeira santa brasileira"

 

 

BIDEN, PUTIM É UM “FDP LOUCO”

 


 

Por THEODIANO BASTOS

Se queres a paz prepara-te para guerra, já diziam os romanos em Latim: si vis pacem para bellum.
As armas de destruição em massa asseguram a paz e por isso a terceira guerra mundial ainda não foi desencadeada porque a Rússia teme sua destruição. 
A OTAN, liderada pelos Estados Unidos e com 32 países fazendo parte tem uma força devastadora. A Rússia está cercada. A "Organização do Tratado do Atlântico Norte é uma aliança internacional fundada no ano de 1949, durante o período da Guerra Fria, com o propósito inicial de conter o avanço do bloco socialista pelo continente europeu. Atualmente a Otan visa à defesa mútua e à garantia da segurança política e militar de seus países-membros por meio de ações diplomáticas e operações militares de intervenção para a resolução de conflitos." 

Com o maior território do mundo, a Rússia Invadiu a Ucrânia pensando que venceria fácil e está empacada há mais de dois anos.  E sabe como terminará.   

 SAIBA MAIS EM :https://www.cnnbrasil.com.br/internacional/biden-chama-putin-de-fdp-louco-kremlin-diz-que-fala-e-enorme-vergonha-para-eua/  

 

 


quinta-feira, 9 de maio de 2024

GAZA, A CHACINA CONTINUA

 


                                                      Militantate do Talibã 

Por Theodiano Bastos  

Em 7 de outubro de 2023, os terroristas do Hamas atacam Israel de surpresa o que desencadeou a Guerra Israel-Hamas.

Mataram 1.200 e sequestraram cerca de 150 pessoas para a Faixa de Gaza. A maioria dos cativos eram civis israelenses, com um número menor de soldados e estrangeiros.

A reação de Israel foi devastadora. Enquanto Israel perderam apanhas 600 soldados e 1.500 ficaram feridos, até 9 de maios já mataram mais de 35 mil palestinos, a maioria de mulheres e crianças foram mortos e um número enorme de corpos estão sob os escombros e mais de 70 mil estão feridos. Mais da metade de Gaza viraram escombros. 

“Herança de Caim, o filho de Adão, o primeiro gesto de crueldade que marcou a vocação de violência do homem para a  eternidade?  É verdade que os antigos eram sem dúvida tão maus como os homens da nossa geração, mas sabiam disso. Jacques Bergier confirma   em sua genial obra "O Despertar dos Mágicos" (Difusão Europeia do Livro - 1968), Faz-nos  lembrar bula do Papa condenando o emprego do tripé destinado a   tornar mais firme o arco, tornando o combate desumano;  Rolando de Roncevaux , ferido  pelas fundas mouras exclamou: "Maldito seja o covarde que inventou    armas capazes de matar à distância!";  Lembra o autor do livro  que em l775 o engenheiro francês Du Perron apresentou ao imperador Luiz XVI um "órgão militar" que acionado por uma manivela lançava simultaneamente24 balas. Um memorial acompanhava o instrumento, embrião das modernas metralhadoras. A máquina pareceu tão mortífera ao  rei e aos seus ministros Malesherbes e Turgot que foi recusada e seu inventor considerado inimigo da humanidade. Em nosso tempo, emancipamos tudo, inclusive as guerras e seus desdobramentos. As bombas nucleares, as  chacinas tão agudamente narradas pelo escritor e historiador Thodiano Bastos, passaram a ser rotina e coroa de louros para suas lideranças truculentas”, diz meu amigo RUBENS DA SILVA PONTES aos 101 anos de idade.

Ninguém sabe quanto terminará e cabe a pergunta: Após a invasão o Hamas voltará como aconteceu com o Talibã no Afeganistão após a invasão dos EUA?  

invasão do Afeganistão pelos Estados Unidos ocorreu após os ataques de 11 de setembro no final de 2001, apoiado por aliados próximos. O conflito também foi conhecido como guerra dos Estados Unidos no Afeganistão. Os seus objetivos públicos eram desmantelar a Al-Qaeda, e negar-lhes uma base segura de operações no Afeganistão removendo o Talibã do poder.[3] O Reino Unido foi um aliado fundamental dos Estados Unidos, oferecendo suporte para a ação militar desde o início dos preparativos para a invasão. Em agosto de 2003, a OTAN envolveu-se como uma aliança, que assumiu o comando da Força Internacional de Assistência à Segurança.

A volta do Talibã ao poder no Afeganistão

O Talibã é um grupo fundamentalista que reassumiu o controle do Afeganistão depois do anúncio da saída das tropas norte-americanas do país.  

Antes, também a Rússia invadiu o Afeganistão começou em 1979, quando a União Soviética invadiu o país. A invasão estendeu-se por dez anos e foi extremamente penosa até mesmo para os soviéticos, causando-lhes milhares de mortes, além do forte impacto financeiro sobre o país. Esse conflito inseriu-se no contexto da Guerra Fria, e os adversários dos soviéticos foram amplamente financiados pelos Estados Unidos. A guerra durou 10 anos e as últimas unidades do exército soviético retiraram-se do território afegão no dia 15 de fevereiro de 1989 com o Talibã voltando ao poder...

SAIBA MAIS EM: https://www.poder360.com.br/internacional/numero-de-palestinos-mortos-em-gaza-passa-de-30-000/#:~:text=Conforme%20o%20Minist%C3%A9rio%20da%20Sa%C3%BAde,v%C3%ADtimas%20s%C3%A3o%20mulheres%20e%20crian%C3%A7as E https://pt.wikipedia.org/wiki/Invas%C3%A3o_do_Afeganist%C3%A3o_pelos_Estados_Unidos