terça-feira, 31 de março de 2020

A HORA DA VERDADE


Theodiano Bastos
 “Quem não aprende com a história está condenado a repeti-la” dizia George Santayana (filósofo e poeta espanhol)

Bolsonaro passeia por Brasília após ministro da saúde enfatizar isolamento
https://www.diariofm.com.br/noticia/bolsonaro-passeia-por-brasilia-apos-ministro-da-saude-enfatizar-isolamento
Essa foto mostra até onde vai o desequilíbrio do presidente ao aceitar que um pai encoste seu filho para tirar uma foto, em desacordo com todo recomendação de manter uma distância de pelo menos 2 metros. E se essa criança e seu pai foram contaminados e venham até falecer?
Por isso o presidente está sendo tutelado pelos generais do Palácio do Planalto, conforme noticiou o  Jornal O Globo em reportagem de  Carlos Andreazza Achamos bom um presidente tutelado por generais quando quis demitir o ministro Mandetta, da saúde. Após longa e tensa reunião, quem anunciou para a imprensa que Mandetta continuaria foi o vice Mourão que é general.                                         “O vice é um dos seus”
“Os militares são importantes nas tarefas de contenção”, diz Rosângela Bittar, no Estadão, 08/04/20.
“Já constataram que Bolsonaro é incompetente para exercer liderança num momento como este e já demonstraram que não o querem como seu ditador.08/04/20
Guerra contra os fanáticos
Parte inferior do formulário
O Estadão, em editorial, descreve a tentativa dos militares de conter Jair Bolsonaro:
“O ministro Braga Netto, general que se destacou ao liderar a intervenção federal no Rio de Janeiro em 2018, parece trabalhar como uma espécie de moderador no Palácio do Planalto em face do avanço da ala ‘ideológica’ dentro do governo (…).
Ao desestimular a demissão do ministro Mandetta, o general Braga Netto e outros que nisso se empenharam provavelmente atuaram pela lógica segundo a qual essa atitude intempestiva minaria o governo a ponto de ameaçar sua própria continuidade.
É justamente esse clima de confronto e até de ruptura que interessa muito aos fanáticos do ‘gabinete do ódio’, que apostam no caos, mas não interessa nada ao País, que precisa desesperadamente de tranquilidade política para atravessar a tormenta.” O Estadão 08/04/20


Bolsonaro faz tour por Brasília: 'Defendo que todo mundo trabalhe”. Esta atitude do presidente ocorre menos de 24 horas após o Ministro da Saúde defender o distanciamento social para evitar um colapso do sistema de saúde por conta do coronavírus.

O Twitter, Instagram e Facebook tiraram do ar os textos do presidente Jair Messias Bolsonaro e todos os jornais do mundo condenaram  sua atitude irresponsável ao fazer um tour por regiões do Distrito Federal no último domingo, 29/03 e a Imprensa internacional repercute o discurso de Bolsonaro. Jornais compararam atitude do presidente brasileiro sobre a pandemia com a de líderes como Daniel Ortega, da Nicarágua.

Trump recua, estende isolamento e desiste de reabrir EUA na Páscoa         

Em entrevista na Casa Branca, presidente ampliou medidas de distanciamento até 30/4

Só restou o também bizarro Alexander LukashenkoPresidente da Bielorrússia indica 50 ml de vodka por dia e sauna para curar coronavírus


DONA MARIA A LOUCA
Maria I, apelidada de "a Piedosa" e "a Louca", foi a Rainha de Portugal e Algarves de 1777 até 1815, e também Rainha do Reino Unido de Portugal, Brasil e Algarves a partir do final de 1815 até sua morte. De 1792 até sua morte, seu filho mais velho, João, atuou como regente do reino em seu nome, devido à sua doença mental.
Devido à sua melancolia e ao seu fervor religioso de natureza tão impressionante, decretou, quando ladrões entraram em uma igreja e espalharam hóstias pelo chão, nove dias de luto, adiando os negócios públicos e acompanhando a pé, com uma vela, uma procissão de penitência que percorreu Lisboa.

Mentalmente instável, desde 10 de fevereiro de 1792 foi obrigada a aceitar que o filho tomasse conta dos assuntos de Estado. Obcecada com as penas eternas que o seu pai estaria sofrendo no inferno, por ter permitido que Pombal perseguisse os jesuítas, o via como "um monte de carvão calcinado". Para tratá-la, veio de Londres o Dr. Willis, psiquiatra e médico real de Jorge III, enlouquecido em 1788, mas de nada adiantaram seus "remédios evacuantes".
Em 1799, sua instabilidade mental se agravou com os lutos pelo seu marido Pedro III (1786) e por seu filho, o príncipe herdeiro JoséDuque de BragançaPríncipe da BeiraPríncipe do Brasil, morto aos 27 anos (1788), além da marcha da Revolução Francesa, e a execução do Rei Luís XVI de França na guilhotina. Por isso, João, seu filho e herdeiro, que futuramente se tornaria João VI de Portugal, assumiu a regência.



domingo, 29 de março de 2020

GRACIAS A LA VIDA

                                                           
Por Theodiano Bastos

Como panteísta vejo a presença de Deus em tudo, voltei a CELEBRAR A VIDA, andando na praia com a brisa marinha roçando o corpo e ouvido o ronco das ondas da maré que se enche, me sinto de bem com a vida e estado de graça.
Junto com a esposa, voltei a andar na linda praia de Manguinhos, na Grande Vitória, e a manhã de outono deste domingo de 29 de marçoestava linda, com a água morna, porém com menos gente do que ontem.
Como sempre faço, cumprimento a todos que encontro com um Bom dia! Ainda estamos vivos e todos sorriem e muitos respondem: E vamos continuaremos vivos, andar na praia só faz bem para a saúde, ficar em casa confinado está me deixando doente.
GRACIAS A LA VIDA                                                         https://www.youtube.com/watch?v=INZ1OfRDuE8
Gracias a La Vida  de Violeta Parra (cantora e compositora chilena),                                                                                                                                                                               na voz de Mercedes Sosa

“Gratidão à vida, que tanto tem me dado
Deu-me duas estrelas, que quando as abro
Distingo o preto do branco com perfeição
E o fundo estrelado do céu alto
E, nas multidões, o homem que amo
Gratidão à vida, que tanto tem me dado
Deu-me o ouvido, que em toda sua largura
Grava noite e dia os grilos e canários
Martelos, turbinas, latidos e temporais
E a tão terna voz de meu bem-amado
Gratidão à vida, que tanto tem me dado
Deu-me o som e o alfabeto
Com as palavras que penso e profiro
Mãe, amigo, irmão e luz brilhando
A rota da alma dos que estou amando
Gratidão à vida, que tanto tem me dado
Deu-me a marcha de meus cansados pés
Com eles atravessei cidades e alagados
Praias e desertos, montanhas e planícies
E sua casa, e sua rua, e seu quintal
Gratidão à vida, que tanto tem me dado
Deu-me o coração flamula seu lábaro
Quando olho o fruto do cérebro humano
Quando olho o bem tão longe do mal
Quando olho ao fundo de teus olhos claros
Gratidão à vida, que tanto tem me dado
Deu-me o riso e deu-me o pranto
Assim distingo a alegria da tristeza
Os dois materiais que formam meu canto
E o seu canto que é meu próprio canto
E o canto de todos que é meu próprio canto
Gratidão à vida, que tanto tem me dado”    
                                                  
Elis Regina também gravou esta música, todavia, a mais linda interpretação está no CD América Latina, Nação Mestiça.



sábado, 28 de março de 2020

IMUNES AO VÍRUS CHINÊS

Nas favelas, onde os barracos estão colados uns aos outros, e em um único cômodo moram diversas pessoas e nem sabão têm para lavar as mãos e os moradores de rua, que dormem um junto ao outro, desnutridos e sem nenhuma higiene não foram contaminados pelo vírus chinês. E nos campos de refugiados ao redor do mundo? 
Por quê?
RESPOSTAS:
Leomar Luciano, Vitória/ES:  
Bom dia!

Como fala o Filósofo e Santo Católico Domingo de Gusmão, Deus é quem ajuda os pobres, ou Deus tem opção pelos pobres.
Quem tem o mesmo pensamento nosso, é minha vó de 100 anos, que vive no morro de Gurigica ha 80 anos.

Gildenice, Nanueue/MG:  Queria saber
Theodiano: Também espero resposta

Paulo Bastos, médico, Feira de Santana: Boa pergunta Tio

Geraldo Freire, professor universitário, Brasília:  Não foram contaminados ainda tio. Agora que vem o crescimento mais abrupto. Vamos esperar. Tomara que permaneçam sem o vírus 🤗🤗🤗

  • Theodiano Bastos Oi Gerinho: Então vocês ainda estão vivos aí em Brasília? Risos. Quando houve a Peste Negra na Europa, 50 por cento da população morreu e os outros 50 por cento sobreviveu porque o organismo criou imunidade
    1

    Teodiano Freire Bastos Filho, PH.D, professor universitário e pesquisador de renome internacional:  
  • Porque o vírus ainda não chegou por lá
  • Pai: E nos campos de refugiados ao redor do mundo, por quê ninguém foi infectado? Era para ter começado nestas comunidades...

CELEBRANDO A VIDA:

Como na quinta 25 de março, hoje praia do balneário de Manguinhos, Serra/ES, também estava com maré bem baixa, com extensa faixa de areia, mas com muito mais gente andando.

A cada um casal ou grupo de pessoas que encontrava: Bons dias! Ainda estão vivos? Todos riam e respondia: Graças a Deus! E vamos continuar vivos. Gracias a la vida. Algum mal faz estarmos  andando nesta linda praia? E respondiam, só faz bem, isso, respondia, se bem não fizer, mal não faz.

 

Apenas uma mulher ao lado do companheiro continuou com a cara fechada e uma jovem bonita chegava na praia fumando e lhe disse, mas fumando, jovem? Já fez o testamento? Minha alma é de Jesus e meu pulsão da Souza Cruz e ela riu.

  

Ao fim da caminhada e dos muitos cumprimentos, entrei no Mar, dei algumas braçadas de CRAWL e fiquei dentro dágua por um bom tempo até começar a bocejar e retornei para casa  dando gracias a la vida.


quinta-feira, 26 de março de 2020

CELEBRANDO A VIDA

por Theodiano Bastos

Com a ajuda de minha filha mais velha, minha esposa, com quase 81 anos, foi convencida a sair da reclusão de quase 15 dias e me acompanhar (tenho 83 anos) na caminhada pela praia do balneário de Manguinhos, Serra/ES, uma vitória do bom senso sobre a histeria.

A cada casal que encontrava, saudava: Bons dias! Ainda estamos vivos, e todos riam, GRACIAS A LA VIDA, isso faz mal para gente? Não, só nos faz bem para a saúde física e mental, muitos responderam.

Um homem que caminhava ao lado da esposa respondeu: Tenho quase 60 anos, estou com 59 anos, faço tratamento oncológico de câncer na medula, ao que respondi: você é bobo não, cara, que mulher bonita você arrumou. SAÚDE E VIDA LONGA, irmãos. 

Outra mulher caminhava ao lado do marido e ao fazer a mesma saudação: Bons dias! Ainda estamos vivos, Gracias a La Vida, respondeu tive de sair pois a depressão e a ansiedade estavam tomando conta de mim. Alguns casais estavam com os filhinhos.

Dois casais jogavam tênis muito bem e encontramos muitos andando na praia, quando apareceu um quadriciclo do Corpo de Bombeiro com um casal de policiais. Parou olhou um bom tempo a movimentação e foi embora sem abordar ninguém.


#Dark iPhone wallpaper #darkwallpaperiphone


25/03/20 estava com uma bela manhã de outono e a maré estava bem baixa deixando uma extensa faixa de areia.
Depois da caminhada ficamos um bom tempo dentro da água morna e até bocejei algumas vezes.  Angustiada e irritada por não visitar os filhos e netos e amigas dos grupos de orações em Vitória e na comunidade de Manguinhos, minha esposa cuida dos afazeres domésticos e assiste missas pelo canais católicos, principalmente na Rede Vida e TV Aparecida enquanto estou no computador pesquisando e publicando textos no blog O PERISCÓPIO: theodianobastos.blogspot.com.br, acessado por 134 países, cujos textos podem ser lidos em 9 idiomas, e à noite sentamos na sala para assistir os noticiários e depois pelo YouTube ouvimos músicas e danças ou viajamos através de vídeos documentários principalmente os de Rubens Cruz, o melhor de todos ou dos Loucos por Viagem de Rogério Enachev ou os de Pedro Andrade.

E assim, com autodisciplina, vamos levando o confinamento por conta do Coronavírus, intrigado por que todas as pandemias sempre começam na China, vejam: 1957 – 1958, H2N2, 1968 -1969, H2N2, 2003, SARS, 2006, Grupe Aviária, 2010, Gripe Suína, 2013, Peste Suína e 2019/2020  o Coronavírus – Covid 19 

Ela deve ressarcir os mais de 100 países que foram afetados pelo Coronavírus.     



quarta-feira, 25 de março de 2020

BOAS NOTÍCIAS DO FRONT !


 BOAS NOTÍCIAS DO FRONT!
Heitor de Carvalho 

O noticiário da Bandeirante, jornal e o +Info trouxe boas notícias do Front, isto é, da preparação para a guerra.
Da Itália vieram algumas informações como a chegada de ajuda da China (máscaras e equipamentos médicos), Da Rússia chegaram aviões com especialistas em infectologia e equipamentos. De Cuba chegaram médicos que atuaram na África na epidemia de Ebola, com experiência em combate de linha de frente em situações de extrema precariedade. Este reforço chega em um momento em que os profissionais de saúde italianos estão esgotados em extremo.

A Alemanha, da eficiente Angela Merkel parece já ter conseguido “achatar a curva” da propagação da epidemia e começa a auxiliar os vizinhos, recebendo doentes da França e da Itália para desafogar os serviços de saúde em colapso. Está assessorando outros países no combate à doença.

A China está voltando ao pleno vapor e agradecendo – COM AÇÕES – os auxílios recebidos. Está produzindo aos milhões os aparelhos de testagem, exportando os robôs que usou para detecção precoce de possíveis infectados (testam a temperatura das pessoas SEM TOCAR NELAS em aeroportos, entrada de prédios públicos). De lá vieram as tecnologias de construção rápida de Hospitais (o que a Rússia está fazendo em seu próprio território). A China está enviando toneladas de equipamentos hospitalares para a Europa retribuindo com ações da sua indústria, o que os europeus fizeram. Claro que haverá uma dívida financeira que irá ser paga no futuro alimentando o o passo da recuperação da economia chinesa nos próximos semestres e/ou anos.

No território nacional também há boas notícias:

1-O governo Federal, na liderança do Ministro da Saúde (mental e física) e da Economia (um pouco menos, mas ainda tropeçando,) na direção certa.
1.1- Ministro da Saúde liderando as boas práticas internacionais exigindo as normas de isolamento domiciliar, quarentena, informações sobre higiene, prioridades aos grupos de risco, mobilização de toda a população… Exigindo o fechamento de bares, restaurantes, boates, cancelamento de shows, de serviços religiosos, de programas de auditório CORAJOSAMENTE enfrentando os grupos “ditos culturais”, Informando e NÃO FALANDO BESTEIRAS E NÃO APROVEITANDO PARA TENTAR CRIAR PROBLEMAS PARA POSSÍVEIS FUTUROS ADVERSÁRIOS, ETC.
1.2-Ministro da Saúde capacitando e equipando o pessoal de Saúde, colocando de prontidão um verdadeiro exército de colaboradores de linha de frente e de retaguarda para atuar preventivamente e se preparando para antecipar o pico da epidemia mais organizadamente.
1.3-Revertendo a BESTEIRA inicial de só testar “por amostragem” depois dos cem primeiros casos. Já chegaram um milhão de testes PARA O PESSOAL DE SAÚDE que corre mais riscos por estarem atuando com casos suspeitos e mais graves. Nos próximos dias serão enviados a TODOS OS ESTADOS a distribuição de DEZ MILHÕES DE TESTES seguindo o BOM EXEMPLO DA CORÉIA de testar, testar, testar
1.4-COLOCOU EM MARCHA ACELERADA E ORDENADA A VACINAÇÃO CONTRA A GRIPE. TRES FUNÇÕES DESTA VACINAÇÃO. A PRIMEIRA É COMBATER A GRIPE pois a PODE CONFUNDIR COM SINTOMAS SIMILARES ÀS DO CORONA, Em SEGUNDO LUGAR EVITA A CO – MORBIDADE. Ou seja, GRIPE (Influeza) e CONVIC – 19 simultaneamente será quase fatal (principalmente nos grupos de maior risco, pessoal de saúde, idosos, gravidas, doentes crônicos). Em terceiro lugar, ao criar ORGANIZAÇÃO para a vacinação, já está espalhando por todo o território o sistema de combate ao corona.
1.5-A LISTA dos ACERTOS DO MINISTÉRIO DA SAÚDE É MUITO GRANDE e vamos parar de mencioná -la para dar alguma notícia de outras boas noticias. SINTONIZEM NO BOM JORNALISMO DA BAND para se atualizar a cada momento.
2-MINISTRO DA ECONOMIA: apesar de algumas bolas fora e alguns GOLS CONTRA tem ido na direção geral certa. Recomenda a continuidade do que PODE SER FEITO E DE SETORES ESSENCIAIS com regras PROTETIVAS como Home Office e também dispensa de pessoal de risco, postergação de contribuições cujo efeito é só em longo prazo.
2.1-MEDIDASde PROTEÇÃO AO EMPREGO (NEM SEMPRE AS MELHORES ESCOLHAS MAS TEVE O BOM SENSO DE RECUAR NAQUELAS ABSURDAS). Manteve o abastecimento e outros serviços essenciais incluindo a IMPRENSA. Imaginou como socorrer as pequenas empresas.
2.2-TENTA socorrer serviços mais afetados como EMPRESAS DE TRANSPORTE DE PASSAGEIROS, DE TURISMO, COMÉRCIO VAREJISTA. RESISTIU ÁS CHORAMINGAS DOS POLITICOS, GOVERNADORES, PREFEITOS que queriam VERBAS FEDERAIS SEM MOBILIZAR OS RESPECTIVOS RECURSOS.
2.3=MEDIDAS PARA ESTENDER A COBERTURA DO BOLSA FAMÍLIA, DO SEGURO DESEMPREGO e colocando o INSS para pagar o afastamento dos doentes e grupos de risco DESDE O PRIMEIRO DIA sabendo que o empregador do comércio não faturando não conseguirá fazê -lo. IMAGINOU ALGUM AUXÍLIO PARA OS AUTO – EMPREGADOS do SIMPLES com POSTERGAÇÃO DE IMPOSTOS E Aumento do CRÉDITO com Juros “MENOS INCIVILIZADOS” e prazos mais longos.
2.4- IMAGINOU algum “bolsa família” para o grupo dos TOTALMENTE INFORMAIS embora não tenha ainda mencionado COMO A COISA VAI FUNCIONAR, quem vai pagar os duzentos reais, como vai ser feita a IDENTIFICAÇÃO E OS MECANISMOS DE CONTROLE para evitar pagar duas vezes a mesma pessoa e ficar faltando para quem NEM SEQUER TEM CONDIÇÕES DE DESLOCAR -SE até “o caixa”.

3-DORIA: São Paulo saiu na frente com muitas ações:

3.1-QUARENTENA. Fechou escolas, restaurantes, bares, festivais, congressos, universidades, comércio não essencial ANTES DE TODOS e RECOMENDOU HOME – OFFICE e que a POPULAÇÃO FICASSE EM CASA.
3-2-HOSPITAIS DE CAMPANHA INCLUSIVE TRANSFORMANDO ESTÁDIOS DE FUTEBOL E HOTÉIS VAZIOS EM SISTEMAS DE TRIAGEM E LEITOS DE UTI RESPIRATÓRIA. O SISTEMA DOS HOSPITAIS DE CAMPANHA NOS ESTÁDIOS DE FUTEBOL (Toda cidade brasileira tem ao menos um!) é do Tipo “DRIVE THROUGH”
como no MAC DONALDS. Os possíveis pacientes ficam DENTRO DOS CARROS de Janelas abertas. ISTO MANTEM A DISTÂNCIA DE MAIS DE UM METRO ENTRE OS POSSÍVEIS CASOS SUSPEITOS e MANTÉM O PESSOAL DE SAÚDE FORA DE CONTATO COM OS INFECTADOS EXCETO NO MOMENTO DE USAR EQUIPAMENTO SEM CONTATO PARA TOMAR A TEMPERATURA. No caso de recomendarem ISOLAMENTO OU QUARENTENA DOMICILIAR passam as recomendações (DE PREFERNCIA POR ESCRITO COM O TELEFONE E/OU WHAT S UP do serviço de saúde. OS CASOS DE MEDIA GRAVIDADE SÃO PASSADOS PARA O PRÓPRIO HOSPITAL DE CAMPANHA. OS GRAVES SÃO LEVADOS IMEDIATAMENTE PARA OS HOSPITAIS DE UTI.
MUITOS HOSPITAIS COM DOENTES “NORMAIS” FORAM ESVAZIADOS ENVIANDO OS DOENTES PARA OUTROS HOSPITAIS. Os ESVAZIADOS foram TRANSFORMADOS EM HOSPITAIS --- SEPARADOS – SÓ PARA CORONA VIRUS GRAVES!

3.3-DESINFECÇÃO DE RUAS E LUGARES PÚBLICOS COM PRODUTOS ESPECÍFICOS COM OS GARIS ASPERGINDO RUAS, CORRIMÕES, ESTAÇÕES DE METROPOLITANO, ETC…. Há pessoas como PROFISSIONAIS DE SAÚDE (MOSTROU UMA CICLISTA ENFERMEIRA INDO PARA O TRABALHO!) que precisam circular e é IMPORTANTE que as vias ESTEJAM SENDO DESINFECTADAS PERIODICAMENTE seja, por exemplo, de seis em seis horas.
3.4-MOBILIZAÇÃO DE EMPRESAS E INDÚSTRIAS DE OUTROS SETORES para em lugar de FÉRIAS COLETIVAS passarem a produzir equipamentos e INSUMOS HOSPITALARES.
Indústria automobilística convertida em INDÚSTRIA DE PRODUÇAO DE VENTILADORES PARA DOENTES DE UTI. NO MOMENTO SÓ QUATRO EM SEIS CIDADES BRASILEIRAS POSSUEM TAIS EQUIPAMENTOS MAS NÃO EM QUANTIDADE SUFICIENTE!!
MÁSCARAS, ALCOOL GEL E OUTRAS COISAS NECESSÁRIAS TAMBÉM EM FALTA.

3.5-LIMITAÇÃO DE QUANTIDADE DE PRODUTOS EM SUPERMERCADOS, PADARIAS E OUTROS LUGARES REDUZINDO A EXAGERADA FORMAÇÃO DE ESTOQUES EM CASA INCLUSIVE DE PERECÍVEIS QUE IRÃO SE ESTRAGAR NAS DESPENSAS ENQUANTO OUTROS NÃO TERÃO ACESSO.

3.6-USO DAS FORÇAS POLICIAIS PARA EVITAR AÇÃO DE PORRAS – LOUCAS QUE CONTINUAM PROMOVENDO ‘SHOWS” E OUTRAS AGLOMERAÇÕES EM PARQUES E JARDINS. EXEMPLO DE SANTA CATARINA QUE OS HELICÓPTEROS BAIXAVAM NAS PRAIAS PROMOVENDO ‘TEMPESTADES DE AREIA” E EXPULSANDO BANHISTAS SEM TER CONTACTO FÍSICO COM ELES. OUTROS POLICIAIS TÊM “PRENDIDO” OS PROMOTORES DE EVENTOS PROIBIDOS COMO MEIO DE COIBIR.

3.7-DIVULGAÇÃO DA PRISÃO E DAS PENALIDADES PARA PESSOAS INFECTADAS QUE CONTINUAM TRANSMITINDO A OUTROS SABENDO QUE ESTÃO FAZENDO. AS PENALIDADES SÃO POR HOMICÍDIO CULPOSO.

3.8- MOBILIZAÇÃO DE EMPRESÁRIOS PARA CONTRIBUIREM COM DINHEIRO E COM AÇÃO DE SUAS EMPRESAS para, nestas mobilizações, ajudarem os serviços de saúde e outros a organizarem, apoiarem, fornecer e entregar equipamentos, pessoas qualificadas, outros produtos necessários em tempo e lugar…

3.9 – ETC ETC ETC MOBILIZE TAMBÉM SUA COMUNIDADE, SEU BAIRRO, SEU PREFEITO, SUA COMUNIDADE EMPRESARIAL, ETC… se informando sobre os bons exemplos, imitando-os criativamente. Quem não tem cão CAÇA COMO O GATO – ISTO É, SOZINHO!

Mas é preciso SABER COMO AGIR – com o “pulo do gato” que ensinou até a ONÇA!


QUANDO AGOSTO CHEGAR...



Por Mateus Bandeira

O mundo vai crescer menos em 2020, não há dúvida. O que devemos nos perguntar, nestes tempos em que o vírus do pânico, da desinformação e da obstrução do debate se alastra, é o que nos assusta mais. As perdas humanas pelo coronavírus, que vai durar algumas semanas, ou as mortes, quebradeiras e desempregados pela recessão, que podem durar anos?
Mateus Bandeira foi CEO da Falconi, presidente do Banrisul, secretário de Planejamento do RS e candidato ao governo gaúcho
Se exercermos duas qualidades que considero intrínsecas ao ser humano, a honestidade e racionalidade, ajudaremos a responder uma das perguntas cruciais nestes tempos de coronavírus. O que causará mais mortes e mais prejuízos: o vírus ou a iminente crise econômica?
Da resposta rápida dependerão as decisões que governantes em todo o mundo têm que tomar nos próximos dias. Para encontrá-la, fundamental buscarmos sem medo as informações que, ao contrário do novo coronavírus, não estão circulando.
O vírus fala mandarim
Sem receio do patrulhamento, comecemos pela origem. O vírus não é italiano, não é brasileiro. O vírus é chinês, como tem repetido o presidente dos EUA, Donald Trump, apesar da patrulha do politicamente correto.
Assim como a crise econômica de 2008 nasceu nos EUA, a partir da bolha imobiliária, o coronavírus, até que se prove o contrário, originou-se na China. Esta não é questão de somenos importância.
Ora, assim como compreenderemos melhor a estrutura da matéria a partir da física quântica, na busca incessante da ciência para chegar à partícula mínima, precisamos saber a origem do microinimigo. "Se não descobrirmos o que falhou na China podemos enfrentar outra pandemia desastrosa no futuro", ponderou Mike Pompeo, secretário de Estado dos EUA.
A crise de 2008, a partir da quebra do Lehman Brothers, foi exaustivamente estudada, pois suas consequências ultrapassaram, e muito, as fronteiras norte-americanas. Igualmente o vírus chinês merece análise de igual ou maior amplitude. Saber a origem das coisas é um princípio elementar da ciência.
Comprou por quê? Por que comprou?
A falta de informação e do uso da lógica para administrar os dados disponíveis, aliás, provocou uma nova crise. Parece que não é permitido questionar, apenas repetir o mantra: fique em casa.
Poucos gestos exemplificam melhor a irracionalidade instalada do que a compra para estocagem doméstica de papel higiênico. Não estamos nos tempos do cólera, então por que estocar o produto? Perguntadas, as pessoas não sabem responder.
Ou seja, vivemos momentos de pânico. Pânico, de acordo com o Aurélio, é o "que assusta sem motivo". Portanto, péssimo conselheiro. A desinformação e a obstrução aos questionamentos legítimos alimentam esta irracionalidade.
Se velhos e doentes são o alvo...
Vale a pena, então, rever o que se sabe neste momento. A China, especialmente Wuhan, mostrou que o vírus não é invencível.
A Coreia do Sul e o Japão demonstraram que é possível evitar a escalada geométrica do contágio. E a Itália, até aqui recordista de fatalidades, o que nos ensina?
Busquemos os dados oficiais do Ministério da Saúde italiano de 17 de março último. Primeiro, as mortes se concentraram na Lombardia (71,1% do total no País), que demorou a adotar as medidas preventivas, apesar do alerta vindo da China e do rigoroso inverno europeu sugerirem precaução.
Na Itália, a idade média dos mortos pela covid-19 foi de 79,5 anos (homens) e 83,7 anos (mulheres). Apenas 30% das vítimas eram mulheres.
Em média, as vítimas já tinham 2,7 outras enfermidades graves, como câncer, diabetes ou doenças cardíacas. Até esta data (última terça), somente 5 mortos tinham menos de 40 anos, sendo que todos eram homens e tinham doenças graves anteriores. Ninguém com menos 30 anos morreu.
Os dados disponíveis no Brasil e nos EUA indicam quadro semelhante. O perfil da pessoa vulnerável é o de idosos e com doenças graves - gente perfeitamente identificável.
... que tal cuidar dos velhinhos?
Sabe-se, também, que a covid-19 tem um pico e, depois, uma queda. Quem bem explica isto é o médico e deputado federal Osmar Terra.
Terra foi secretário de saúde do Rio Grande do Sul na crise de outro vírus letal, o H1N1. Ele explica que a contaminação vai crescer até atingir mais de metade da população, quando, então, as mortes começarão a decrescer.
"A epidemia vai diminuir quando a maioria estiver contaminada", explica ele. Por este processo natural, Terra não vê necessidade do isolamento.
Segundo ele, fechar o comércio, suspender aulas e proibir o transporte público não resolve, apenas assusta as pessoas. Mais efetivo seria cuidar das pessoas vulneráveis.
Entre as medidas mais eficientes, ele cita focar nos asilos, isolar os idosos (separando-os temporariamente dos netos e filhos) e ampliar o número de leitos em hospitais. Para os demais, a receita é adotar com rigor máximo as normas de higiene.
Se ele fez, eu faço
Por que, então, os governantes estão adotando medidas drásticas? Voltamos ao componente mais perverso desta crise, qual seja, a irracionalidade, por mais bem-intencionados que sejam.
Pelo ineditismo da situação, a tendência das autoridades públicas é adotar as ações de maior amplitude ao seu alcance. À medida que um as adotou, os demais fazem o mesmo, com receio de parecer lenientes. Assim é a política.
Os governantes estão agindo como se todos os lugares do mundo fossem Wuhan, o epicentro da crise, ou a Lombardia, um caso particular. É como se as infecções pelo ebola, que atingiram regiões específicas na África, levassem o mundo todo a adotar as mesmas medidas restritivas.
Lembram da aids, até hoje sem cura? Não há necessidade que todos abandonem a vida sexual, uma das maneiras mais seguras de evitar o vírus.
Basta identificar os grupos de risco e adotar as medidas de prevenção. O Brasil, como se sabe, foi exemplo para o mundo no combate à aids.
Há diferenças nestes dois exemplos, mas o princípio é o mesmo.
O coronavírus da economia
Agora, no momento em que o pânico já está instalado, o que fazer? Tentar voltar à razão e não ter medo de questionamentos.
Como, por exemplo, o levantado pelo Wall Street Journal na última quinta, 19. Em editorial (Rethinking the Coronavirus Shutdown), ele propõe repensar o colapso que pode advir da paralisação da economia por conta do coronavírus.
O prestigiado periódico prevê um "tsunami que vai destruir a economia e provocar a perda de milhões de empregos, já que o comércio e o setor produtivo simplesmente pararam".
Nada muito diferente do que se vislumbra aqui no Brasil. "Não existe dinheiro suficiente para compensar perdas desta proporção que estamos vendo caso esta paralisação continue por mais semanas", alerta o WSJ.
O jornal acrescenta que os EUA, que já despenderam U$ 1 trilhão, se preparam para gastar outro U$ 1 trilhão. Somente na semana passada, 2,25 milhões de norte-americanos perderam os empregos.
Objetivamente. O desemprego no Brasil vai aumentar e pequenas e microempresas vão fechar. Se os EUA, a maior economia do planeta, terá dificuldades para evitar a recessão, o que dizer do Brasil, cujo PIB vem se arrastando desde 2014?
Na recessão, o câncer mata mais
Bem, mas o importante agora é salvar vidas, rebatem de boa-fé pessoas enclausuradas no medo e na desinformação. Sem dúvida, é papel do Estado salvar vidas.
Mas todas as vidas. As das vítimas do coronavírus e das vítimas da recessão econômica. Ou, pior, da depressão que vem aí, nada invisível.
Mas como saber quantos vão morrer no futuro? Novamente, dados.
A respeitada revista The Lancet publicou estudo, em 2016, com base em dados de mais de 75 países, com população total de mais de 2 bilhões de pessoas. No período da recessão de 2008-2010, o estudo estima que 260 mil pessoas morreram a mais de câncer, apenas nos países da OCDE.
Ou seja, a recessão mata. E não estamos falando da fome, do desalento, do aumento da criminalidade, das falências, de mais uma década perdida.
Não, leitor, não se trata de escolher entre uma e outra tragédia. Mas de colocar os pés no chão, analisar os dados com serenidade, mas presteza, e minimizar os danos que certamente virão.
Assim como os médicos apontam as mortes por coronavírus como inevitáveis, os óbitos por conta da recessão econômica também são reais - sem falar em tragédias pessoais e famílias destruídas. Se a paralisação imposta pelos governos não for cautelosamente dosada, a recuperação econômica pode durar anos, pois 2020 já está perdido.
E quem não pode ficar em casa...
Portanto, não se fala aqui de teorias da conspiração. Muito menos de desprezar o inimigo invisível. Eu e minha família queremos continuar vivos, por isto ampliamos os cuidados com a higiene.
Mas o que dizer dos trabalhadores informais, que ocupam uma grossa fatia de nossa economia? E os 11,6 milhões de desempregados, número que certamente aumentará?
E os milhões de microempreendedores que vão assistir seu negócio esfarelar-se, depois de anos de labuta e investimento? E o setor do turismo (hotéis, companhias aéreas etc.), que irá minguar?
Assim como o funcionalismo estável e privilegiado, a maioria dos leitores talvez não tenha dificuldade de sobreviver por um ou dois meses confinados em suas residências. Mas boa parte dos brasileiros arrecada de manhã para comer à tarde.
Para pobres e miseráveis, o sofrimento não cessará com a queda das mortes pelo coronavírus. Ao contrário, vai se agravar.
Do lado estatal, a arrecadação terá queda brusca, afetando, entre outras áreas, a saúde pública. Como o Estado, que estava tentando se recuperar a duras penas, vai reagir a este nocaute?
Sim, o mundo vai acabar um dia, mas não precisamos antecipar o fim.
No Rio Grande, no começo do inverno, tempo de mortes em consequência do frio inclemente, se diz, com humor, que, caso os mais velhos cheguem até agosto, ganham mais um ano de vida. Se, quando agosto de 2020 chegar, continuarmos nesta toada irracional, talvez estejamos apenas no começo de um longo, depressivo e mortífero inverno econômico.

segunda-feira, 23 de março de 2020

A CHINA TEM DE RESSARCIR O BRASIL E O MUNDO

A CHINA TEM DE RESSARCIR O BRASIL E O MUNDO
Theodiano Bastos

Em meio ao caos provocado pelo novo coronavírus, entrei em contato com um escritório de advocacia de Vitória para abrir ação coletiva contra o regime chinês por causa da pandemia de coronavírus É o governo chinês que deve pagar indenização para estímulo econômico do Brasil e demais países do mundo,          
para ressarcir os recursos federais despendidos para evitar o alastramento do coronavírus, e tratamento de enfermos, com grandes repercussões nacionais.

USA: tombo de 30%

O Morgan Stanley estima uma queda de 30% da economia dos Estados Unidos no segundo trimestre e uma taxa de desemprego de 12,8%.
O Goldman Sachs aposta numa queda do PIB americano de 24% no próximo trimestre e recessão global em 2020 e possivelmente em 2021.

Escritório de advocacia da Flórida abre ação coletiva contra regime chinês por causar pandemia de coronavírus

"A transmissão entre humanos ocorreu desde dezembro de 2019"

Um funcionário do parque é visto usando óculos e máscara de proteção enquanto caminha pelo local em Pequim, China, em 14 de março de 2020 (Wang Zhao / AFP via Getty Images)
Por Cathy He
Um escritório de advocacia da Flórida entrou com uma ação coletiva federal contra o regime chinês por causar a pandemia de coronavírus, alegando que o encobrimento inicial do surto em Pequim resultou em sua disseminação global.

Em uma ação movida em 12 de março, o Berman Law Group alega que regime chinês “sabia que a COVID-19 [uma doença causada pelo novo coronavírus] era perigosa e capaz de causar uma pandemia, mas teve uma ação lenta e, proverbialmente, enterrou sua cabeça na areia e/ou encobriu o surto para seu próprio interesse econômico”.
Logo, o surto que se originou na cidade de Wuhan no centro da China em dezembro, já se espalhou por mais de 100 países, gerou mais de 100.000 infecções fora da China e milhares de mortes. Atualmente, os Estados Unidos têm mais de 6.000 casos de vírus.
“Como alegamos em nossa denúncia, como autoridades chinesas já sabiam em 3 de janeiro que a COVID-19 havia sido transmitida de humano para humano e que os pacientes começaram a morrer alguns dias depois”, disse Matthew Moore, advogado de ações coletivas da empresa, em um comunicado à imprensa. “No entanto, eles continuaram dizendo ao povo de Wuhan e ao mundo em geral que estava tudo bem, até mesmo realizando um jantar público em Wuhan para mais de 40.000 famílias em 18 de janeiro”.
Embora as autoridades chinesas tenham confirmado surtos iniciais do coronavírus em 31 de dezembro de 2019, foi somente em 20 de janeiro que a transmissão do vírus de humano para humano foi confirmada. Antes disso, as autoridades descreveram o surto como “evitável e controlável”. No entanto, um estudo de janeiro dos primeiros 425 casos de doença em Wuhan detectou que “houve casos em que a transmissão entre humanos ocorreu entre contatos próximos desde dezembro de 2019”.
A ação denomina a República Popular da China, a Província de Hubei, a Cidade de Wuhan e vários ministérios do governo chinês como réus.
“Isso poderia ter sido contido enquanto as autoridades chinesas tentavam colocar uma narrativa positiva sobre o desenvolvimento da epidemia para o próprio interesse econômico da China”, disse o ex-senador do estado da Flórida Joseph Abruzzo, diretor de relações públicas da empresa.
Espera-se que o surto afete todo o mundo, inclusive os Estados Unidos, com alguns economistas prevendo uma recessão global até o final do ano. O governo Trump ofereceu um pacote de estímulo econômico de US$ 850 bilhões para aliviar as conseqüências econômicas da pandemia.
“É o governo chinês que deve pagar indenização para estímulo econômico aos Estados Unidos, não o povo americano”, disse Russell Berman, co-fundador da empresa.
Uma ação coletiva, movida pelo Tribunal Distrital dos EUA para o Distrito Sul da Flórida, lista quatro moradores da Flórida como autores, bem como um centro de treinamento para jogadores de beisebol em Boca Raton. Nenhum dos queixosos contraiu o coronavírus, disse Moore ao law.com.
Coronavírus: brasileiro processa presidente chinês e pede R$ 5 bilhões
Em processo distribuído à Justiça Federal do DF, o morador de Rondônia afirma que a culpa pela pandemia é do presidente Xi Jinping. Valor da indenização iria para a União, segundo o autor
ME Maria Eduarda Cardim - postado em 21/03/2020
Em meio ao caos provocado pelo novo coronavírus, um morador de Porto Velho decidiu processar na Justiça o governo da China. Por acreditar que a pandemia de Covid-19 que atinge os cinco continentes é resultado da omissão de Xi Jinping, um contabilista de 54 anos pede R$ 5 bilhões de indenização ao presidente chinês para "arcar com os prejuízos causados ao povo brasileiro". O dinheiro seria destinado à União.
O processo foi distribuído para a 14ª Vara Federal do Distrito Federal. Na peça, o autor também pede que, após ser condenado, o presidente chinês seja multado em R$ 100 mil por dia caso não cumpra a decisão. O morador da capital de Rondônia afirma, ainda, que o Procurador-Geral da União, André Luiz Mendonça, omitiu-se ao não tomar providências de ordem legal contra a China.

Uma das justificativas usadas pelo brasileiro seriam os "recursos federais despendidos para evitar o alastramento do coronavírus, e tratamento de enfermos, com grandes repercussões nacionais".
"Entretanto, quem deve arcar com todos os prejuízos causados ao povo brasileiro é a República Popular da China, que, através de seu presidente como é público e notório, negligenciou e agiu com omissão quando lhe foi informado de que estava existindo um vírus de alto poder de contágio e poderia causar graves danos à saúde pública e mesmo assim não tomou as providências imediatas para evitar que o mesmo se alastrasse em mais de 170 países", escreve. https://www.correiobraziliense.com.br
Prefeito de Wuhan oferece o cargo após admitir demora na informação sobre vírus 27/01/2020  São Paulo - O prefeito de Wuhan, cidade no epicentro do surto do novo tipo de coronavírus na China, colocou o cargo à disposição após críticas sobre falta de transparência na divulgação de informações sobre o surto de coronavírus, informa a mídia chinesa. O secretário do Partido Comunista da China em Wuhan, Ma Guoqiang, também colocou o cargo à disposição. "Nossos nomes viverão na infâmia, mas se for necessário para o controle da doença e à vida e segurança das pessoas, o camarada Ma Guoqiang e eu assumiremos qualquer responsabilidade", disse Zhou Xianwang. Em entrevista à emissora ... - Veja mais em https://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/agencia-estado/2020/01/27/prefeito-de-wuhan-oferece-o-cargo-apos-admitir-demora-na-informacao-sobre-virus.htm?cmpid=copiaecola