domingo, 26 de março de 2017

LULA É UM SOCIOPATA




LULA É UM SOCIOPATA?                                       por Theodiano Bastos

"Não tem uma viva alma mais honesta do que eu", diz Lula.


Lula precisa atualizar sua retórica. Em entrevista a uma rádio do Piauí, ele repetiu que duvida que tenha um empresário capaz de dizer que pediu “cinco, dez centavos”. Lula disse isso um dia depois de Marcelo Odebrecht ter confirmado ao juiz Sérgio Moro que ele é o “Amigo” mencionado nas planilhas de propinas da empreiteira. Segundo Odebrecht, Lula teria recebido não “dez centavos”, mas R$ 13 milhões em dinheiro vivo. Lula finge não perceber, mas sua situação penal está mudando de patamar. Fonte: http://josiasdesouza.blogosfera.uol.com.br/ 12/04/17

Emilio e Marcelo Odebrecht relatam vantagens a Lula como 'retribuição'
Agrados ao ex-presidente incluem reforma em sítio e
BRASÍLIA — Delatores da Odebrecht, entre eles Emilio Odebrecht e Marcelo Odebrecht, relataram à Procuradoria-Geral da República (PGR) o pagamento de vantagens ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva “como retribuição a favorecimento da companhia”. Entre os agrados destinados ao ex-presidente estão reformas em um sítio em Atibaia (SP), compra de imóveis para uso pessoal e para a instalação do Instituto Lula e pagamentos de palestras.
Os termos da delação foram remetidos para a Justiça Federal do Paraná pelo ministro Edson Fachin, relator da Lava-Jato no Supremo Tribunal Federal, a pedido da PGR. Isso porque Lula não tem mais foro privilegiado desde que deixou a presidência da República. A PGR destacou ainda que as condutas relatadas pelos executivos da Odebrecht já vêm sendo apuradas naquela instância. Cópia do material também será remetida ao Ministério Público Federal em Curitiba. Fonte: http://oglobo.globo.com/ 12/04/17

Sempre acreditei que essas declarações faziam parte da matreirice política de Lula e por isso, sinceramente, relutei muito a acreditar que essas declarações refletiam o que ele pensa de si mesmo, isto é, QUE  É UM SOCIOPATA.
"Não tem uma viva alma mais honesta do que eu", afirma Lula Ex-presidente, que já depôs na Operação Lava Jato, afirmou em conversa com blogueiros nesta quarta, 20, que 'o governo criou mecanismos para que nada fosse jogado embaixo do tapete nesse País'
Por Julia Affonso, Fausto Macedo e Ricardo Brandt, 20/01/16  




Em café da manhã com blogueiros na manhã desta quarta-feira, 20, no Instituto Lula, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que ‘não tem uma viva alma mais honesta’ do que ele. O petista começou a responder perguntas a partir das 10h. Na primeira resposta, Lula falou sobre investigação de corrupção. “Se tem uma coisa que eu me orgulho, neste País, é que não tem uma viva alma mais honesta do que eu. Nem dentro da Polícia Federal, nem dentro do Ministério Público, nem dentro da igreja católica, nem dentro da igreja evangélica. Pode ter igual, mas eu duvido”, disse. Fonte: http://politica.estadao.com.br/
No seu discurso, Lula mostrou-se abespinhado com o procurador da República Deltan Dellagnol, coordenador da força-tarefa da Lava Jato. Desqualificou-o por ter afirmado que o PT é uma organização criminosa. “O que aquele moleque conhece de política?” Se Lula afirma que seu partido não é uma quadrilha, lavrem-se as atas! Quem ousaria discutir com um especialista? De resto, Lula continua acreditanto que Lula é a pessoa mais honesta que ele conhece. “Nem o Moro, nem o Dallagnol, nem o delegado da Polícia Federal têm a lisura, a ética e a honestidade que eu tenho nestes 70 anos de vida.” Modesto, Lula esqueceu de mencionar que se tornou um colecionador de amigos. Usa o sítio de um amigo, que foi reformado por outro amigo, em parceria com uma empreiteira-companheira. Outra construtora-solidária, para agradar Lula, reformou um tríplex que nem era dele. E bancou o aluguel do garda-volumes para suas tralhas. Juntas, as construtoras-amigas fizeram de Lula um homem rico, remunerando suas pseudo-palestras. Não é todo dia que aparece um ser humano assim, tão especial.

Fonte: http://josiasdesouza.blogosfera.uol.com.br/ 26/03/17


O QUE É UM SOCIOPATA:

Sociopata é uma palavra usada para descrever uma pessoa que sofre de sociopatia, uma psicopatologia que provoca um comportamento impulsivo, hostil e antissocial.

A sociopatia é classificada como um transtorno de personalidade que é caracterizado por um egocentrismo exacerbado, que leva a uma desconsideração em relação aos sentimentos e opiniões dos outros.
Um sociopata não tem apego aos valores morais e é capaz de simular sentimentos, para conseguir manipular outras pessoas. Além disso, a sua incapacidade de controlar as suas emoções negativas torna muito difícil estabelecer um relacionamento estável com outras pessoas.
A sociopatia não tem cura, no entanto, os seus efeitos podem ser mitigados através da psicoterapia e da prescrição de medicamentos. A expressão sociopata funcional indica uma pessoa que apesar de sofrer de uma sociopatia, tem essa situação sob controle, ou seja, os efeitos da sociopatia não afetam muito a sua interação com outras pessoas.
Saiba quais são os 5 sinais para identificar o sociopata mais próximo de você.

Diferença entre sociopata e psicopata

Segundo o Manual de Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais, tanto a psicopatia como a sociopatia são considerados como transtornos antissociais, e têm muitas características semelhantes, o que explica o fato de muitas vezes serem vistos como sinônimos.
Há muitos traços em comum, como a desconsideração por leis, normas sociais e direitos de outras pessoas; falta de sentimento de culpa e comportamento violento.
Uma das principais diferenças é que frequentemente os psicopatas são pessoas encantadoras e populares, que muitas vezes exercem cargos de liderança e que conseguem atrair pessoas para elas próprias.
Um sociopata não é muito bom em contextos sociais, sendo muitas vezes classificado como uma pessoa antissocial. Apesar disso, o sociopata é capaz de fingir ou forçar sentimentos, parecendo estar à vontade ou contente quando na realidade não está. Por outro lado, o psicopata muitas vezes se sente confortável em grupos, vendo essa situação como uma oportunidade para manipular os outros para o seu próprio benefício. Fonte: https://www.significados.com.br/

 

2 comentários:

  1. Pode-se incluir, sim, Thede, no Dicionário de Sinônimos:

    Psicopata=Lula.
    Rubens Pontes, Serra/ES, por e-mail

    ResponderExcluir
  2. A diferença entre psicopata e sociopata está inscrita na própria palavra, isto é, supostamente o psicopata em a origem de sua condição "dentro de si" ou seja no seu psiquismo e o sociopata a adquire a partir do convívio social. Algumas características da psicopatia são bem estabelecidas. O psicopoata não tem SENTIMENTO DE CULPA e nem empatia REAL pelos sentimentos e emoções alheios. Para atingir seus objetivos "passa por cima" de qualquer um. Não tem o menor constrangimento em passar por cima de regras, regulamentos, leis... da moral em geral. Não lhes atribui valor intrínseco algum. não tem o menor constrangimento em violar regras e/ou atropelar pessoas que se interponham criando obstáculos aos seus desejos e aspirações. Os criminosos "seriais" dão exemplos costumeiros disto sem nenhum remorso diante do sofrimento causado às suas vítimas.
    Um marcador "biológico" muito comum em psicopatas é "não suar". Costumam ter aversão por "trabalho pesado". Estes trabalhos devem ser desempenhados "por outros" em benefício dele. HITLER é um "exemplo padrão" de psicopatia. Mandar matar milhões não tinha para ele escrúpulo algum DESDE QUE A RAÇA ALEMÃ SUPERIOR se beneficiasse.
    Traços disto são PRESENTES EM TODAS AS PESSOAS, o problema é quando fogem do controle do "Ego" racional ou do "Superego" inconsciente que é a introjeção das normas sociais no psiquismo individual [para utilizar a nomenclatura freudiana]. O ex-presidente, para sua carreira política, não teve e nem tem o mínimo constrangimento, por exemplo, em "jogar às feras" seus "colaboradores" mais próximo [basta citar os presos do "mensalão"]. Se "defende" algum. alguma vez, é só para criar mais uma "barreira, muralha e/ou trincheira" para sua própria defesa como se fosse um "anteparo" e/ou cortina de fumaça.
    Há um livro - que ainda não li mas pretendo fazê-lo- cujo título é "Psicopata: sem consciência". Acredito que será útil a quem quiser tentar uma descrição psicológica próxima da figura pública do ex-presidente.
    Da sua vida privada, por razões compreensíveis, tem-se muito menos informação e, tecnicamente, por este motivo, seria imprudente "fazer um diagnóstico profissional".
    Diz Heitor G. Carvalho, Belo Horizonte/MG, por e-mail

    ResponderExcluir